Com a troca de equipamentos standard pela moderna linha WMagnet, a Buettner ganha mais produtividade e ainda economiza no consumo de ener…

Às vezes, uma medida simples provoca resultados além da expectativa. Foi o que aconteceu na Buettner, empresa catarinense que atua no setor têxtil há mais de 100 anos e produz a cada mês mais de dois milhões de toalhas de banho para cerca de 40 países. A troca dos motores Standard na máquina filatória de anéis pelos motores WMagnet , da WEG, no ano passado, fez com que o aproveitamento do equipamento aumentasse em 80%. A mudança e a otimização do processo provocaram ainda uma redução de 33% no consumo de energia. O resultado foi economia no custo de produção e o consequente ganho na receita final.

Os motores foram instalados em três dos 45 filatórios da empresa, mas o objetivo agora é ampliar isso. “No primeiro pacote adquirimos três WMagnet. Agora vamos comprar mais três. A meta é substituir todos em três anos”, revela Aires Fantoni, supervisor de Manutenção Elétrica da Buettner.

É nos filatórios de anéis que o algodão tosco transforma-se em fio da espessura desejada para cada uso e é rebobinado em carretéis. Esses equipamentos contam com uma presilha, que determina qual a bitola do fio que será produzido. Para cada espessura de fio, existe uma presilha com diâmetro diferente. Antes, a máquina operava com motores antigos, com duas velocidades, e era preciso parar a máquina a cada troca de engrenagem. Eram motores com potência de 17/25 CV e rotação1180/1765 rpm. Sem contar que cada novo anel leva de uma a duas horas para ser “amaciado” antes de começar a fiação, o tempo perdido na operação era grande.

Foram instalados WMagnet de 20 CV (operados somente com inversor de freqüência que sai parametrizado da WEG), que variam a rotação de zero rpm a 1.800 e são totalmente automatizados. “O pessoal não precisa mais parar a máquina para trocar a engrenagem. O próprio operador programa isto”, explica Fantoni, destacando que a partida suave reduz o atrito da máquina. As vantagens da troca se evidenciaram logo: além do menor custo de manutenção (praticamente zero), a variação de velocidade do motor com torque constante e a economia de energia, aumentaram a confiabilidade e o desempenho da linha de produção.

Conheça a Linha Wmagnet:

http://www.weg.net/br/Produtos-e-Servicos/Motores/Motores-Eletricos-Industriais/Wmagnet

Fonte: https://www.weg.net/institutional/BR/pt/news/produtos-e-solucoes/troca-de-motores-reduz-33-o-consumo-de-energia-na-buettner